quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tanto

De tanto usar luvas
Esqueceu das texturas
De tanta aspirina
Esqueceu de se cuidar
E de tanto se esconder
Esqueceu de olhar

Que a vida continua
Mesmo sem ele lá