quinta-feira, 15 de março de 2012

Não existe amor em sonetos


Dizem que há muito tempo atrás
Um sujeito bobo inventou o amor
Mas como era bobo aquele rapaz
Ele não se lembrava onde o colocou

Mas o tempo passou e o amor virou lenda
Na cabeça de meninas e nos livros de história
Você era jovem demais para que entenda
Ou velho demais para que dê bola

Até que um dia só restou a questão
Se o amor um dia existiu de verdade
Muitos diziam que sim outros diziam que não

Em São Paulo, o amor não se encontrava
Muito menos em qualquer outra cidade
Se existiu um dia, ninguém mais se lembrava

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aproveita e comenta aí!