domingo, 19 de julho de 2009

A Galinha e o Ateu

Hoje o tio Toscano vai trazer pra vocês uma fábula escrita a tanto tempo que ele nem lembra mais. É a história de uma galinha. E de um ateu. Porque o tio Toscano escreveu uma fábula é uma coisa que se perdeu na memória, o importante é que o texto ainda é relevante e vai ser republicado aqui.

A Galinha e o Ateu.

Certa vez, ao deparar com uma galinha atravesando uma rua sem parar, indo e voltando, um ateu pára a galinha e a pergunta as razões que a leva a atravessar a rua, sem pestanejar, a galinha responde: "Para chegar ao outro lado, por que mais seria?". O ateu, notando a confusão da galinha resolve tentar convencer a galinha de que ela está sempre voltando para o mesmo lado. "Mas o Outro Lado sempre está de lá, e por mais que eu tente, ele sempre muda de lugar mais rápido do que eu, mas eu acredito que um dia estarei lá com todas minhas amigas galinhas que conseguiram chegar ao Outro Lado". O ateu, vendo que era inútil tentar convencer uma galinha de alguma coisa, desiste e vai embora. Ao dar uma última olhada, vê, sem poder fazer nada, um caminhão passar por cima da galinha e pensa: "E não é que ela encontrou o outro lado?". E riu irônicamente.

Moral da história: Não interfira nos objetivos dos outros só porque não fazem sentido pra você


(ou qualquer outra coisa que vocês tenham aprendido dessa história boba).