sexta-feira, 10 de março de 2017

Para Michel.

Presidente,
A gente entende. 
É triste aí de cima
Não ter ninguém pra te ouvir.

Os seus amigos, decorativos
Ao menos riam pra te ver sorrir.

Mas agora, no salão vazio,
Um vento frio entra na janela
Deixada pela Marcela
Pro pequeno Michelzinho poder dormir.

A luz da vela ilumina mal
O poema rabiscado no jornal.
Não liga com medo de que ela atenda
Mas ela te ouvia, a presidenta.
Num neologismo incorreto,
queria você 

ser o nosso poeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aproveita e comenta aí!