segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Notícias do Fim do Mundo.

Tinha uns meses desde que tinha visto na internet pela primeira vez essa história de que o mundo ia mudar seu eixo translacional. Começou com uns cientistas na Suiça e outros na Coréia que fizeram essa previsão. A partir de fotos tiradas por um super telescópio localizado no Novo México, foi observado um movimento estranhos das estrelas que indicavam que a qualquer momento a Terra mudaria seu eixo. As consequências disso para a vida eram inimagináveis. Estações se invertendo, geleiras derretendo, milhares e milhares de espécies sendo extintas devido as mudanças climáticas. A crença no fim do mundo junto com o calendário Maia só aumentava o pânico das pessoas. Dizem que em alguns condados norte-americanos, os supermercados estavam vazios, já que todos queriam garantir seus mantimentos para uma possível era glacial. Ele só deu credibilidade para esse caos todo agora, enquanto sentava na tv e assistia a repercussão disso no Fantástico. Monges budistas se reuniam e cantavam mantras que, podiam até não salvar o planeta, mas com certeza os salvariam. Muitas previsões e poucas certezas era o que o Zeca Camargo tentava explicar na reportagem que já durava vinte minutos. Se acontecesse, ninguém sabia prever quando e muito menos o porquê, ainda menos o que aconteceria a partir dali. O telefone tocou, era a Fernanda. Provavelmente com medo em casa, assistindo a mesma reportagem. Ela era muito impressionável. "Alô". "Meu bem, vai acontecer uma coisa", a voz dela era de choro. "Eu sei, meu bem. Tô vendo Fantástico também, mas não acho que seja nada sério não". "Não, amor, você não tá entendendo. É algo maior". "Se acalma, amor. O que aconteceu?" "Eu tô grávida. A gente vai ter um bebê". E o mundo dele parou de girar em torno do próprio umbigo e começou a girar em volta do Sol, como sempre deveria ter sido.