sexta-feira, 19 de março de 2010

O Contrário de um Bolero

Deite do meu lado
E esqueça o seu trabalho
Vamos sair e ir ao cinema

Só olhe para mim
Que a vida é boa assim
Finja que não há problemas

E enquanto a gente curte
Olhando um ao outro
O nosso corpo urge
Que o tempo é muito pouco

E sofre antecipado
O fim desse estado
De união extrema

Esperando o próximo encontro.

Um comentário:

  1. Eu te amo tanto! Você é o amor da minha vida! Saudades.

    ResponderExcluir

Aproveita e comenta aí!